setembro.2021

nº 3

Os biocombustíveis no Estado de São Paulo: desempenho e perspectivas

Este texto analisa a indústria dos biocombustíveis no Estado de São Paulo, maior produtor de etanol do país, examinando sua evolução a partir de 2003. O estudo traz informações sobre matérias-primas, produção, empregos, vendas no mercado interno e comércio exterior dos principais biocombustíveis líquidos: etanol e biodiesel. São apresentadas também iniciativas em andamento no Estado, relacionadas a outros tipos de biocombustíveis, como biometano, bioeletricidade e bioquerosene de aviação. Por fim, com base em informações recentes, inclusive de investimentos anunciados por empresas privadas, sinalizam-se algumas oportunidades para ampliação da sustentabilidade econômica, social e ambiental da cadeia produtiva de biocombustíveis paulista.

janeiro.2021

nº 2

A indústria têxtil e de confecções no Estado de São Paulo

Este estudo trata da indústria têxtil e de confecções no Estado de São Paulo, sua estrutura e evolução. O texto levanta os principais determinantes do desenvolvimento desses setores no país e no território paulista e contextualiza essa indústria no começo do século XXI no quadro de mudanças da indústria 4.0, descrevendo as principais características da cadeia produtiva e sua dinâmica. A análise é realizada a partir das dimensões do valor da transformação industrial (VTI), da balança comercial e das inovações e novos processos produtivos, que estarão no centro das transformações do setor têxtil e de confecções nos próximos anos ao redor do mundo. Por fim, o trabalho examina a localização da indústria têxtil e de confecções no território paulista e no restante do país com base no emprego formal, bem como traça os principais desafios dessa indústria.

dezembro.2020

nº 1

Evolução do setor automobilístico no Estado de São Paulo

Esse estudo trata do setor automobilístico em São Paulo, destacando os efeitos da sua reestruturação no Brasil, sobretudo a partir da introdução da estratégia modular e de plataformas mundiais pelas grandes montadoras. A análise apresenta os principais resultados alcançados pelo setor no território paulista, especialmente sua participação no valor de transformação industrial (VTI), empregos gerados, volume de investimentos anunciados em automação, modernização e ampliação, bem como seu comportamento na balança comercial. Além da distribuição regional desses resultados, são realizadas comparações com os números nacionais. Ao final, é feito um pequeno balanço do atual estágio do setor automobilístico paulista, ressaltando seus avanços e desafios.

Compartilhe